Consciência, Penrose e Computadores quânticos

Computação e Informação Quântica

Outro tópico extremamente interessante da entrevista de Scott Aaronson é em relação à Roger Penrose, que recentemente ganhou o prêmio Nobel de Física devido ao estudo de buracos negros.

Além de buracos negros, outra linha de pesquisa de Penrose diz respeito à consciência e inteligência.

O argumento de Penrose é mais ou menos simples. Um computador só consegue fazer cálculos “computáveis”, no sentido de Turing-Church.

Por exemplo, o computador atual não consegue abstrair, provar onde está a sua própria limitação computacional.

Já o ser humano é capaz disso, de chegar a conclusões incomputáveis. Os teoremas de Godel são um exemplo: mostram que qualquer sistema algébrico vai sempre conter contradições.

A provocação de Penrose, mas a conclusão é controversa: portanto, o cérebro tem algum componente quântico, diferente dos computadores comuns, que permita esse processamento superior. Este assunto tem sido alvo de debates calorosos.

É aí que entra o comentário de Aaronson…

Ver o post original 111 mais palavras

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s